História do Blackjack

Hall da Fama do Blackjack

Em 2002, Max Rubin convenceu o Barona Casino em Lakeside, Califórnia, EUA, a estabilizar um Hall da fama de Blackjack. Entre 2003 e 2015, houveram 20 homenageados no Hall da Fama de Blackjack (incluindo a indicação de um grupo de quatro pessoas em 2008, veja os Four Horsemen of Aberdeen). O reconhecimento do Hall da Fama do Blackjack é um paradoxo: é a honra mais respeitada no blackjack, mas entra em conflito com o objetivo da maioria dos profissionais do blackjack de permanecerem anônimos. A descrição melhor detalhada sobre as conquistas dos membros do Hall da Fama aparece no Fórum Online de Blackjack Arnold Snyder's. As datas de publicação dos livros referem-se a publicação inicial.

Al Francesco (2003) – Pioneiro do jogo em equipe.

Peter Griffin (2003) – Matemático que foi pioneiro no método de avaliação dos sistemas de contagem de cartas. Autor de Theory of Blackjack (1979).

Tommy Hyland (2003) – Jogador profissional de blackjack excepcional e lendário jogador de equipes de blackjack.

Arnold Snyder (2003) – Jogador profissional de blackjack excepcional e autor de numerosos livros e artigos influentes, assim como um dos principais líderes na comunidade blackjack, Arnold Snyder's Fórum Online de Blackjack.

Edward O. Thorp (2003) – Universalmente respeitado como o pai da contagem de cartas. Sua edições de Beat the Dealer (1962) foram best-sellers da descrição de estratégias básicas e dos métodos de contagem de cartas. Desenvolvendo seus sistemas como professor do Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT), seus livros descreveram suas primeiras tentativas de usar seus sistemas testados por computador em condições de cassino. Sua fama durante os anos 1960, embora visto com desconfiança na indústria do cassino, foi responsável pelo aumento permanente da popularidade do blackjack.

Ken Uston (2003) – Excelente jogador profissional de blackjack e autor. Seu The Big Player (1977) revelou ao público suas aventuras nos cassinos em geral, como profissional e jogador de equipes de contadores de cartas de blackjack.

Stanford Wong (2003) – Excelente jogador profissional de blackjack, analista e autor. O Professional Blackjack (1975), segundo, Arnold Snyder, 'teve um profundo impacto sobre os jogadores sérios, pois, proporcionou aos contadores de cartas um método fácil e poderoso de atacar os abundantes jogos de ''4-deck shoe'' que tinham dominado Las Vegas. Muitos profissionais ainda pensam nas oportunidades da contagem de cartas como o 'pre-Wong' e 'post-Wong'.'

Max Rubin (2004) – Fundador do Hall da Fama de Blackjack e fundador e anfitrião da conferência anual Blackjack Ball. Inovador em estratégias de jogo em equipe . Autor de Comp City (1994).

Keith Taft (2004) – Inventor e inovador em dispositivos de computador para blackjack, décadas antes do conceito 'wearable computers'.

Julian Braun (2005) – Matemático e Engenheiro da computação, que desenvolvia os principais programas de sistema de contagem de cartas na primeira geração da era do computador. Segundo Arnold Snyder do Hall da Fama de Blackjack e Blackjack Forum Online, 'Seus programas foram usados para desenvolver todos os sistemas de Lawrence Revere, bem como os sistemas Hi-Opt. De jogadores profissionais 'pre-Stanford Wong' (pros que jogavam antes da primeira edição do Wong's Professional Blackjack , que saiu em 1975), que na maioria usavam Thorp's Ten Count, Thorp's Hi-Lo, Hi-Opt I, Hi-Opt II, Revere's Point Count, Revere's +/-, ou Revere's Advanced Point Count. Estes foram os sistemas mais populares e amplamente disseminados em uso por cerca de 10 anos, e os programas de Julian Braun foram usados para desenvolver todos eles'. Autor de How to Play Winning Blackjack (1980).

Lawrence Revere (2005) – Autor pioneiro de (Playing Blackjack as a Business (1969)) e desenvolvedor de sistemas de contagem de cartas .

James Grosjean (2006) – Jogador profissional de blackjack excepcional. Suas impressões de Beyond Counting(2000) foram vendidas pelo mínimo US$ 2.000 por cópia. Sua publicação privada em versão expandida (também chamada de Exhibit CAA, após o número de exposições do livro original em um processo judicial contra ele, que ele acabou ganhando de vários cassinos) está à venda apenas para pessoas conhecidas pessoalmente pelo autor. É considerado o manual mais avançado de jogo do blackjack.

John Chang (2007) – Jogador profissional de blackjack excepcional e gerente de equipes de blackjack do MIT.

Four Horsemen of Aberdeen (2008) – Roger Baldwin, Wilbert Cantey, Herbert Maisel, e James McDermott. Em 1956 e 1957, eles publicaram as primeiras estratégias básicas precisas. Este foi um marco na história do blackjack, a base para sistemas de estratégias posteriores, e um feito notável em matemática, pois foi feito com o equivalente a calculadoras de mesa. Co-autoria de Playing Blackjack to Win(1957).

Richard W. Munchkin (2009) – Jogador profissional de blackjack excepcional, autor e analista. Autor deGambling Wizards (2002).

James Grosjean (2010) – Jogador profissional de blackjack excepcional.

Zeljko Ranogajec (2011) – Jogador profissional de blackjack excepcional Considerado como um dos jogadores dos mais altos limites de cassino do mundo, já tendo feito apostas estimadas em um total de mais de US$ 1 bilhão por ano.

Ian Andersen (2012) – Autor pioneiro de Turning the Tables on Las Vegas (1976) e Burning the Tables on Las Vegas (1999).

Robert Nersesian (2013) – Las Vegas, Nevada, USA. Advogado responsável por representar os jogadores de casino em decisões históricas contra casinos.

Don Schlesinger (2014) – Amplamente reconhecido como um dos principais analistas e autor de sistemas de blackjack e livros, com suas famosas edições de Blackjack Attack (1997).

Termos de Estratégia de Blackjack

Estratégia Básica – O método ideal para jogar blackjack sem contar cartas: quando pegar, manter, dobrar, dividir, segurar, e desistir, baseado nas cartas do jogador e nas carta expostas do dealer. Roger Baldwin, Wilbert Cantey, Herbert Maisel, e James McDermott (a/k/a em Four Horsemen of Aberdeen) validaram a primeira versão da estratégia básica em 1956-1957 com calculadoras de mesa. A estratégia básica varia em certas situações, dependendo das regras do cassino sobre duplicação, divisão, e se o dealer pegar ou estiver em um 17 suave.

Contagem de cartas – Numerosos métodos de rastrear a composição de cartas disputadas (e, portanto, as cartas restantes) em uma mesa de blackjack ou 'shoe' em andamento. A teoria geral por trás da contagem de cartas, a longo validada matematicamente, é que uma proporção relativamente elevada de cartas com o valor de dez, dez à ases (dez, valetes, damas e reis) restantes são favoráveis ao jogador. A contagem básica envolve manter para mais ou menos a contagem a cada vez que uma carta no valor de dez aparecer, quando uma carta no valor de três, quatro, cinco, ou seis aparecer. Os sistemas de contagem de cartas tornam-se mais complexos quando incorporam ases, mais baralhos, valores diferentes de determinadas cartas, e apostas em níveis. O objetivo dos sistemas de contagem de cartas é identificar quando um baralho ou shoe é favorável ou desfavorável, e ajustar os valores das apostas (e, ocasionalmente, a estratégia básica) em conformidade. Na prática, a estratégia de trocas drásticas de níveis de apostas é atenuada pela suspeita de contadores de cartas nos cassinos.

Jogo em Equipe – Onde grupos de jogadores de blackjack maximizam situações favoráveis por terem jogadores apostando pequenas quantidades e mantendo a contagem em execução em várias mesas de blackjack no cassino. Quando a composição de cartas não disputadas favorecem fortemente o jogador, eles sinalizam um 'grande jogador', que se move entre as mesas colocando grandes apostas. Como outros métodos dependendo da contagem de cartas, o engano envolvendo o jogo entre equipes é inquestionavelmente legal, mas ainda desencorajado por muitos cassinos.

O Blackjack nos Filmes e Livros

21 (filme de 2008) – Filme baseado em Ben Mezrich's Bringing Down the House, uma versão de ficção sobre as experiências da Equipe de Blackjack do MIT.

Beat the Dealer (livro do Dr. Edward O. Thorp, primeira publicação em 1962) – Livro best-seller sobre estratégia básicas de blackjack, contagem de cartas, e experiências do Dr. Thorp testando suas teorias acadêmicas em cassinos, acompanhado de jogadores de cassino experientes que davam conselhos e financiavam a pesquisa.

The Big Player (livro de Ken Uston, 1977) – O primeiro livro que revela ao público o mundo secreto dos contadores de cartas e o jogo em equipe de blackjack. Combinado com estratégias e análises das aventuras de cassino de Uston.

Bringing Down the House (livro de Ben Mezrich, 2002) – Livro best-seller baseado nas experiências da Equipe de Blackjack do MIT. Geralmente caracterizado como uma obra de não-ficção, inclui nomes alterados, diálogos inventados, personagens compostos, e descrições alteradas de eventos para os fins de contar histórias. A base para o filme 21.

The Hangover (filme de 2009) – Comédia sobre um final de semana de despedida de solteiro em Las Vegas. Inclui uma cena em que Alan (interpretado por Zach Galifianakis), ao contrário de seu comportamento geralmente cômico, brilhantemente joga blackjack, conta cartas e ganha muito. 

Heat (filme de 1986) – Filme de ação e aventura estrelado por Burt Reynolds como um guarda-costas em Las Vegas. Apresenta cenas de Reynolds ganhando e perdendo muito no blackjack. Baseado no romance e roteiro do famoso roteirista William Goldman.

Rain Man (filme de 1988) – Aclamado filme estrelado por Dustin Hoffman e Tom Cruise. Ganhou quatro prêmios no Oscar em 1989: Melhor Filme, Melhor Roteiro Original, Melhor Diretor (Barry Levinson) e Melhor Ator (Hoffman). A história diz respeito a uma viagem de cross-country de dois irmãos, com Hoffman como um autista institucionalista e Cruise como um homem egoísta e abrasivo antes de conhecer a existência de seu irmão. Eles param em Las Vegas, para permanecer no Caesars Palace, e Raymond (o personagem de Hoffman) usa suas habilidades matemáticas e mnemônicas para ganhar no blackjack.

Os Maiores Pagamentos da História do Blackjack

Don Johnson, CEO de um desenvolvedor de sistemas de computadores de corridas de cavalos, ganhou US$ 15 milhões no blackjack entre dezembro de 2010 e abril de 2011. Os cassino perdedores foram Tropicana (US$ 6 milhões), Borgata (US$ 5 milhões), e Caesars (US$ 4 milhões), todos de Atlantic City, New Jersey, USA. Por causa do tamanho de sua ação, ele negociou condições favoráveis de jogo com os cassinos: um desconto de 20 por cento sobre as perdas, a capacidade de apostar até US$ 100.000 por mão, dividir e duplicar até 4 vezes, e a exigência de os dealers manterem no 17 suave .

Kerry Packer, bilionário da mídia australiana, era conhecido como 'King of the Whales' em cassinos em todo o mundo na década de 1990 e 2000. As histórias de suas maiores vitórias e derrotas são geralmente não verificáveis, contendo apenas determinados detalhes em particular. Em 1995 ou 1997 (ou talvez ambos), ele teve uma vitória gigantesca no blackjack do MGM Grand, Las Vegas, Nevada, USA. Jogando seis mãos de US$ 200.000 (ou US$ 250.000) por mão, ele ganhou entre US$ 20 - US$ 40 milhões. (Um relatório publicado disse que a série de vitórias aconteceu em 40 minutos.) Seu jogo de cassino bem sucedido foi relatado como a causa do fechamento do Aspinall's em 1990. Em uma véspera de Ano Novo da década de 1990 no 'Las Vegas Hilton', ele ganhou US$ 8 - US$ 10 milhões no blackjack, deixando seus ganhos anuais nos cassinos suficientes para custear seus executivos e seus bônus anuais. Ele também era conhecido por dar gorjetas extravagantes, o que foi confirmado por executivos do cassino depois de sua morte em 2005. Certa vez, ele deixou uma gorjeta no The Mirage de US$ 1 milhão. Em uma outra ocasião, ele pediu à uma garçonete que voltasse com o saldo da hipoteca de sua casa (que acabou sendo de US$ 150.000) e à pagou.

Fatos Aleatórios sobre o Blackjack

Além do Anonimato

Por causa da desconfiança com que os cassinos tratam os profissionais de blackjack, os jogadores blackjack de sucesso geralmente evitam a publicidade e o reconhecimento, uma prática que torna difícil verificar suas realizações - ou até mesmo suas identidades. Por exemplo, o jogador e autor best-seller Ian Andersen (Turning the Tables on Las Vegas, Burning the Tables on Las Vegas) é completamente desconhecido. Por quase 40 anos, ele usou um pseudônimo em sua escrita. Sua imagem nunca apareceu publicamente. Até mesmo os melhores profissionais e 'insiders' na comunidade de blackjack não tem ideia de como ele se parece ou até mesmo o seu nome ou como contatá-lo.

O Rei das Apostas

Jogador blackjack australiano e apostador de esportes, Zeljko Ranogajec , tem a fama de ser o maior jogador de cassino do mundo. Suas apostas anuais totais foram estimadas em aproximadamente US$ 1 bilhão por ano.

O Homem Que (Quase) Quebrou Atlantic City

Don Johnson, CEO de um desenvolvedor de sistemas de computadores de corridas de cavalos, ganhou US$ 15 milhões no blackjack entre dezembro de 2010 e abril de 2011. Os cassino perdedores foram Tropicana (US$ 6 milhões), Borgata (US$ 5 milhões), e Caesars (US$ 4 milhões), todos de Atlantic City, New Jersey, USA. Por causa do tamanho de sua ação, ele negociou condições favoráveis de jogo com os cassinos: um desconto de 20 por cento sobre as perdas, a capacidade de apostar até US$ 100.000 por mão, dividir e duplicar até 4 vezes, e a exigência de os dealers manterem no 17 suave .

Grosjean

James Grosjean, é um excelente teórico e profissional de blackjack, é um dos commodities mais quentes em publicações. Seu único livro, Beyond Counting (2000), é vendido por pelo menos US$ 2.000 por cópia para reservados colecionadores. Em seguida, ele publicou uma edição privada muito expandida, também conhecida pelo título Exhibit CAA, após o número de exposições do livro original em um processo judicial que ele ganhou contra vários cassinos. Ele supostamente vendeu isso apenas para pessoas conhecidas pessoalmente ou apresentadas a ele por fontes confiáveis.

Blackjack Ball

Desde 1997, Max Rubin apresenta o anual Blackjack Ball. Acontece em um local secreto e une jogadores de blackjack de elite de todo mundo, em uma noite de conversa e competição, juntamente com a seleção de um novo membro do Hall da Fama de Blackjack. (Fotografias não permitidas.) Os participantes competem, em uma série de rigorosos testes de conhecimento técnico, habilidade na contagem de cartas, estratégias avançadas, história e curiosidades, pelo cobiçado Grosjean Cup. O prêmio foi assim chamado porque James Grosjean do Hall da Fama de Blackjack venceu o evento três vezes e posteriormente foi proibido de competir. O segundo prêmio foi nomeado de Munchkin Award, por Richard Munchkin, do Hall da Fama de Blackjack que terminou em segundo na competição três vezes contra ele, e também, foi banido.

Equipe de Blackjack do MIT

Isso é tecnicamente um equívoco. Houveram várias equipes do MIT de Blackjack, e elas geralmente não eram compostas por alunos do MIT. (A maioria dos alunos de graduação são jovens demais para jogar legalmente em cassinos nos Estados Unidos.) Ao longo de um período de muitos anos, houveram várias equipes (por vezes simultaneamente, às vezes, sem saber da existência um do outro) de blackjack de jogadores formados na área de Boston, Massachusetts. Por causa da disciplina e inteligência necessárias para a organização e gestão de uma equipa de blackjack, vários administradores e membros iniciais eram estudantes de pós-graduação do MIT e ex-alunos. Os meios informais de recrutamento levaram outros graduados ou ex-alunos a participarem.

App PokerStars Casino

App PokerStars Casino

Dispute jogos no PokerStars Casino aonde você estiver com o app, disponível para download em iOS e Android.

Bônus Instantâneo do Cassino

FAQ dos Jogos de Cassino

Veja a página de Bônus Instantâneos do Cassino para descobrir como eles funcionam e como utilizá-los.

Jogando com Dinheiro Real

Chip Stack

Faça seu primeiro depósito com Dinheiro Real e comece a jogar no PokerStars. Os depósitos são rápidos e seguros.